DOMINGO, 6 DE NOVEMBRO DE 2022 Torcedor do Flamengo que ficou retido no Peru após a final é liberado para voltar ao Brasil

Oito dias depois de o Flamengo conquistar o título da Libertadores, em Guayaquil, no Equador, o torcedor Eduardo Mendes Marques, de 39 anos, finalmente conseguiu liberação neste domingo para retornar ao Brasil. Ele havia sido proibido de sair do Peru, onde faria uma conexão antes de ir para o Rio de Janeiro.

 

Eduardo, torcedor do Flamengo que ficou preso no Peru, embarca rumo ao Brasil — Foto: Arquivo pessoal

Eduardo, torcedor do Flamengo que ficou preso no Peru, embarca rumo ao Brasil — Foto: Arquivo pessoal

 

Eduardo teve a ajuda de um advogado de Macaé, interior do estado do Rio, para conseguir as passagens. Ele também teve auxílio de amigos do trabalho e de outros torcedores do Flamengo para bancar sua estadia em Lima nestes últimos dias.

- Consegui fazer contato com a polícia no aeroporto e eles me mandaram voltar lá hoje (domingo). Expliquei de novo a história, eles viram meus documentos e concordaram em carimbar meu passaporte. Colocaram uma condição, que eu conseguisse um voo direto, sem escalas, para o Brasil - contou Eduardo ao ge.

Segundo o torcedor, não ficou claro se ele continuará sendo investigado pela polícia peruana. Eduardo embarca de Lima para São Paulo, e de lá segue para o Rio, onde chega no início da madrugada desta segunda-feira.

As autoridades de imigração do Peru não haviam deixado Eduardo embarcar de volta ao Brasil porque seu passaporte não estava carimbado com a entrada no país.

Para entender o problema, é preciso explicar a saga de Eduardo para chegar até Guayaquil, no Equador. Ele foi de avião do Brasil para Lima, no Peru, e de Lima para outra cidade peruana, Piura, também de avião. De lá, pegou um ônibus para Guayaquil. No retorno, ao cruzar a fronteira do Equador novamente para Piura, também de ônibus, seu passaporte não foi carimbado, embora ele afirme que tenha passado regularmente pelo setor de imigração.

Eduardo é morador do Riachuelo, no Rio. Ele trabalha como analista financeiro e tem três filhos: dois meninos, de 19 e quatro anos, e uma menina de dois.