SEXTA-FEIRA, 30 DE JUNHO DE 2023 ÀS 16:39:28
GOE/Deic detém suspeito de estar 'aterrorizando' moradores no Concórdia

Um homem de 39 anos foi detido no final da tarde de quinta-feira (29) por equipe do GOE/Deic (Grupo de Operações Especiais da Divisão Especializada de Investigações Criminais) da Polícia Civil de Araçatuba (SP), acusado de ato obsceno. Segundo a polícia, ele possui várias passagens por furto e está em liberdade provisória, cumprindo medida cautelar.

 

Havia várias denúncias de moradores na zona leste da cidade de que o suspeito estaria sendo visto se masturbando na frente de residências, porém, até então as vítimas não haviam registrado boletim de ocorrência contra ele, que confessou os crimes, mas foi liberado.

 

Segundo o que foi apurado pela reportagem, faz cerca de três semanas que a equipe recebeu informações de um grupo no aplicativo WhatsApp, de que havia um homem “mexendo” com crianças no bairro Concórdia.

 

Também havia informações de que por várias vezes ele teria sido visto se masturbando nas ruas do bairro, algumas vezes na frente de residências, e até de que estaria furtando bicicletas e causando transtornos e até certo pânico aos moradores nesta região da cidade.

 

Ainda por meio do aplicativo os investigadores tiveram acesso a vídeos e fotos do investigado. Pelas imagens os policiais verificaram que ele possuía uma tatuagem grande, ocupando todo o braço esquerdo.

 

Identificado

Desde então as equipes vinham fazendo diligências pelo bairro e na tarde de quinta-feira, por volta das 15h30, ele foi visto sentado na calçada, na frente de um depósito de materiais para construção na rua Franklin Leal, na entrada do bairro Hilda Mandarino.

 

O homem estava acompanhado de uma mulher, que foi dispensada, e ao ser abordado foi identificado. Questionado, ele alegou que residia atrás do bairro Ivo Tozzi, estava desocupado e seria usuário de drogas.

 

Os investigadores informaram que tinham denúncia de que havia um homem se masturbando pelas ruas do bairro e que tudo indicava que seria ele, pelas imagens gravadas por câmeras de monitoramento. Os policiais inclusive o alertaram sobre o risco que estava correndo, diante das denúncias.

 

Ao mostrar uma foto na qual fugia pelas ruas do bairro Concórdia, o suspeito confessou que era ele na foto e que ao fazer uso de crack perde o controle e faz coisas incomuns, como se masturbar em via pública. A equipe também o questionou sobre informações divulgadas no grupo de WhatsApp de que ele teria tentado mexer com uma criança no bairro Concórdia, mas ele negou.

 

 

Delegacia

Após contato com o delegado coordenador do GOE/Deic os investigadores foram orientados a apresentar o suspeito no plantão policial para registro da ocorrência de ato obsceno. Feito o registro o investigado foi liberado, mas um inquérito será instaurado.

 

A polícia espera que possíveis vítimas procurem a delegacia para formalizar a denúncia e auxiliar nas investigações e possível responsabilização do investigado. As fotos que foram tiradas de vídeos compartilhados pelos moradores do bairro no WhatsApp deverão ser anexadas ao inquérito.

 


Fonte: HojeMais