SEGUNDA-FEIRA, 5 DE JUNHO DE 2023 ÀS 16:17:56
Polícia Civil de Birigui prende condenado por roubo a banco em Buritama

A Polícia Civil de Birigui (SP) prendeu Rodrigo Azevedo dos Santos, 30 anos, condenado a 11 anos, 11 meses e 11 dias de prisão, por participação no assalto a uma agência bancária de Buritama, ocorrido em setembro de 2016.

 

O mandado de prisão expedido pelo juiz da 1ª Vara de Buritama, Matheus Cursino Vilella, no último dia 2 de maio, foi cumprido na sexta-feira (2) por equipe de investigadores chefiada pelo delegado Eduardo de Paula.

 

O réu foi encontrado no residencial Villa Lobos, foi apresentado no plantão policial e após o registro da ocorrência permaneceu à disposição da Justiça para início do cumprimento da pena. A sentença contra ele transitou em julgado, ou seja, não cabe recurso.

 

 

Crime

De acordo com o que foi publicado pela imprensa na época, o crime aconteceu no dia 1º de setembro de 2016. Na ocasião, pelo menos três bandidos se passaram por clientes para render o vigia do banco e fazer ao menos 30 pessoas reféns.

 

Os clientes que entraram na agência eram obrigados a entregar o celular durante a ação criminosa, que durou cerca de três horas. Imagens das câmeras de monitoramento mostraram os assaltantes saindo do prédio carregando um malote.

 

Na época a polícia informou que o trio teve a ajuda de pelo menos outros cinco bandidos, que auxiliaram na fuga.

 

 

Presos

Após o crime, sete acusados de participação no crime foram presos pela Polícia Militar em um rancho na cidade. Segundo a polícia, os acusados aparentemente estavam comemorando o sucesso do crime em um rancho na beira de um rio em Buritama, com um churrasco. Ao perceber a presença das viaturas os acusados teriam feito disparos de arma de fogo.

 

No local foi encontrado dinheiro queimado, indicando que eles teriam usado parte do dinheiro roubado para acender a churrasqueira, de acordo com a polícia. Também foram apreendidos quatro carros que estavam no rancho. Dois deles eram roubados, um furtado e um alugado.

 

Não há informações sobre o valor roubado e se parte do dinheiro foi recuperada.


Fonte: HojeMais